Rosquinha de Vinagre


Rosquinha de Vinagre

Ingredientes

3 ovos
1 xícara (chá) de açúcar
3 colheres (sopa) de óleo
3 colheres (chá) de vinagre
1 colher (sopa) de fermento em pó
Farinha de trigo até dar ponto


Modo de preparo

Juntar todos os ingredientes e misturar bem colocando aos poucos a farinha de trigo até dar ponto de enrolar. Enrolar tiras compridas e cortar como se fosse pequenos croquetes.
Fritar em óleo quente, deixar secar em papel absorvente e polvilhar açúcar e canela

Erosão Eólica


Ação causada pelo vento atuando com a retirada superficial de fragmentos mais finos, são mais visíveis nas dunas do litoral norte e nordeste do Brasil e no deserto, mas há em todo lugar descoberto de vegetação e açoitado por ventos ocasionais ou frequentes.
A deflação ocorre frequentemente em regiões de campos de dunas com a retirada preferencial de material superficial mais fino (areia, silte), permanecendo, muitas vezes, uma camada de pedregulhos e seixos atapetando a superfície erodida.
Pode ocorrer forte corrosão associada à deflação, esculpindo nas rochas formas ruiniformes e outras feições típicas de regiões desérticas e outras assoladas por fortes ventos.



Existem quatro processos erosivos provocados pela ação dos ventos:

1) Corrosão – É o desgaste físico das rochas através do atrito e impacto das partículas que são transportadas pelo vento. Esse processo também pode ser feito pela ação das águas e geleiras, mas é o vento que “esculpe” as rochas, dando as formas.

2) Abrasão – Um processo erosivo semelhante à corrosão. É o desgaste de rochas pelo atrito e impacto de partículas ou fragmentos carregados por correntes eólicas. Também pode ser causada por ações glaciais, fluviais e marinhas, como turbidez e o vai e vem de ondas.

3) Eólico – Processo de depósito sedimentar que tem o vento como agente geológico. Praias são exemplos de depósitos eólicos.

4) Deflação – É a erosão provocada pelo vento fazendo com que fragmentos superficiais mais finos sejam retirados do local, restando pedras e pedregulhos. Ocorre normalmente em campos de dunas e regiões desérticas. Também pode ocorrer forte corrosão associada à deflação.






   

QUEM É RUBEM ALVES E SUAS INCRÍVEIS FRASES.

RUBEM ALVES


Nascido em 15 de setembro de 1933 na cidade mineira de Dores da Boa Esperança, e autor de uma bibliografia de mais de 120 títulos, Rubem Alves é conhecido por sua grande contribuição à educação e por seus livros infantis. 

Mestre em Teologia, Doutor em Filosofia, psicanalista e professor emérito da Unicamp. Tem três filhos e cinco netas. Poeta, cronista do cotidiano, contador de histórias, um dos mais admirados e respeitados intelectuais do Brasil.

Quando jovem estudou no seminário Presbiteriano do Sul, um dos mais conhecidos da América Latina, e tornou-se pastor de uma comunidade no interior de Minas Gerais. Acusado de subversivo pelo governo militar por pregar melhores condições de vida através da religião, e ficou exilado até 1968 nos Estados Unidos, com seus familiares. Ali ele se doutora em Filosofia pelo Princeton Theological Seminary. A tese por ele defendida é lançada em 1969 pela editora Corpus Books, da Igreja Católica, com o título de A Theology of Human Hope, primeiro passo para a constituição da Teologia da Libertação.

Em 1969 ingressou na Faculdade de Filosofia de Rio Claro, onde lecionou até 1974, quando foi para a Filosofia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde fez a maior parte da sua carreira acadêmica até se aposentar nos primórdios da década de 1990. Fez um curso para formação em psicanálise nos anos 1980 e manteve sua clínica até 2004.

Após se aposentar tornou-se proprietário de um restaurante na cidade de Campinas, onde deu vazão a seu amor pela cozinha. No local eram também ministrados cursos sobre cinema, pintura e literatura, além de contar com um ótimo trio com música ao vivo, sempre contando com “canjas” de alunos da Faculdade de Música da UNICAMP.

O autor é membro da Academia Campinense de Letras, professor-emérito da Unicamp e cidadão-honorário de Campinas, onde recebeu a medalha Carlos Gomes de contribuição à cultura


Entre seus livros estão: O Que é Religião, A Volta do Pássaro Encantado, Variações Sobre a Vida e a Morte e Filosofia da Ciência.

Residindo há várias décadas em Campinas, Rubem Alves é um apaixonado pela vida, um compulsivo fruidor da vida. Afirma que ainda não escreveu todos os textos e todos os livros que traz no pensamento, ainda não sentiu, amou, brincou e riu o bastante, ainda não respondeu a todas as cartas e mensagens dos amigos, ainda não provou de todas as ausências e de todas as saudades, ainda não espreitou todos os mistérios do mundo e dele próprio...

"Eu não tenho medo de morrer... Só tenho pena. A vida é tão boa..."

Rubem Alves faleceu em Campinas, São Paulo, no dia 19 de julho de 2014.

Algumas Obras do Autor:

Crônicas

As contas de vidro e o fio de nylon, Editora Ars Poética (São Paulo)
Navegando, Editora Ars Poética (São Paulo)
Teologia do cotidiano, Editora Olho D'Água (São Paulo)
A festa de Maria, Editora Papirus (Campinas)
Cenas da vida, Editora Papirus (Campinas)
Concerto para corpo e alma, Editora Papirus (Campinas)
E aí? - Cartas aos adolescentes e a seus pais, Editora Papirus (Campinas)
O quarto do mistério, Editora Papirus (Campinas)
O retorno eterno, Editora Papirus (Campinas)
Sobre o tempo e a eterna idade, Editora Papirus (Campinas)
Tempus fugit, Editora Paulus (São Paulo)

Livros Infantis

A menina, a gaiola e a bicicleta, Editora Cia das Letrinhas (SP)
A boneca de pano, Edições Loyola (SP)
A loja de brinquedos, Edições Loyola (SP)
A menina e a pantera negra, Edições Loyola (SP)
A menina e o pássaro encantado, Edições Loyola (SP)
A pipa e a flor, Edições Loyola (SP)
A porquinha de rabo esticadinho, Edições Loyola (SP)
A toupeira que queria ver o cometa, Edições Loyola (SP)
Estórias de bichos, Edições Loyola (SP)
Lagartixas e dinossauros, Edições Loyola (SP)
O escorpião e a rã, Edições Loyola (SP)
O flautista mágico, Edições Loyola (SP)
O gambá que não sabia sorrir, Edições Loyola (SP)
O gato que gostava de cenouras, Edições Loyola (SP)
O país dos dedos gordos, Edições Loyola (SP)
A árvore e a aranha, Edições Paulus (SP)
A libélula e a tartaruga, Edições Paulus (SP)
A montanha encantada dos gansos selvagens, Edições Paulus (SP)
A operação de Lili, Edições Paulus (SP)
A planície e o abismo, Edições Paulus (SP)
A selva e o mar, Edições Paulus (SP)
A volta do pássaro encantado, Edições Paulus (SP)
Como nasceu a alegria, Edições Paulus (SP)
O medo da sementinha, Edições Paulus (SP)
Os Morangos, Edições Paulus (SP)
O passarinho engaiolado, Editora Papirus (Campinas)
Vuelve, Pájaro Encantado, Sansueta Ediciones SA (Madrid, España)

Filosofia da Ciência e da Educação

A alegria de ensinar, Editora Ars Poética (SP)
Conversas com quem gosta de ensinar, Editora Ars Poética (SP)
Estórias de quem gosta de ensinar, Editora Ars Poética (SP)
Filosofia da Ciência, Editora Ars Poética (SP)
Entre a ciência e a sapiência, Edições Loyola (SP)

Filosofia da Religião

O enigma da religião (Campinas, Papirus)
L' enigma della religione (Roma, Borla)
O que é religião? (S. Paulo, Brasiliense)
What is religion? (Maryknoll, Orbis)
Was ist religion? (Zurich, Pendo)
Protestantismo e Repressão (S. Paulo, Ática)
Protestantism and Repression (Maryknoll, Orbis)
Dogmatismo e Tolerância (S. Paulo, Paulinas)
O suspiro dos oprimidos (S. Paulo, Paulinas)

Biografias

Gandhi: A Magia dos gestos poéticos (S. Paulo/Campinas, Olho D'Água/Speculum)

Teologia

A Theology of Human Hope (Washington, Corpus Books)
Christianisme, opium ou liberation? (Paris, Éditions du Cerf)
Teologia della speranza umana (Brescia, Queriniana)
Da Esperança (Campinas, Papirus)
Tomorrow's child (New York, Harper & Row)
Hijos del manana (Salamanca, Siguime)
Il figlio dei Domani (Brescia, Queriniana)
Teologia como juego (Buenos Aires, Tierra Nueva)
Variações sobre a vida e a morte (São Paulo, Paulinas)
Creio na ressurreição do corpo (Rio de Janeiro, CEDI)
Ich glaube an die Auferstehung des Leibes (Dusseldorf, Patmos VERLAG)
I believe in the resurrection of the body (Philadelphia, Fortress Press)
Je crois en la résurrection du corps (Paris, Éditions du Cerf)
Poesia, Profecia, Magia (Rio de Janeiro, CEDI)
Der Wind blühet wo er will (Dusseldorf, Patmos)
Pai nosso (Rio de Janeiro, CEDI)
Vater Unser (Dusseldorf, Patmos)
The Poet, the Warrior, the Prophet (London, SCM Press)
Parole da Mangiari (The Poet, the Warrior, the Prophet), Edizioni Qiqajon Comunitá di Bose (Itália)


SUAS INCRÍVEIS FRASES


Os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber deveriam ser especialistas em amor: intérpretes de sonhos. (Rubem Alves)


Quem não planta jardins por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles
(Rubem Alves)

Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciados cursos de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar... Ninguém quer aprender a ouvir. (Rubem Alves)


Sem a educação das sensibilidades todas as habilidades são tolas e sem sentido. (Rubem Alves)



"Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música

não começaria com partituras, notas e pautas.

Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria

sobre os instrumentos que fazem a música.

Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria
que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas.
Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas
para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes
".
(Rubem Alves)


Eu quero desaprender para aprender de novo. Raspar as tintas com que me pintaram. Desencaixotar emoções, recuperar sentidos.”
(Rubem Alves)


Aquilo que está escrito no coração não necessita de agendas porque a gente não esquece. O que a memória ama fica eterno.
(Rubem Alves)


Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa” (Rubem Alves)


Buscamos, no outro, não a sabedoria do conselho, mas o silêncio da escuta; não a solidez do músculo, mas o colo que acolhe.” (Rubem Alves)


Um livro é um brinquedo feito com letras. Ler é brincar.
(Rubem Alves)


A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente
(Rubem Alves)


Quem tenta ajudar uma borboleta a sair do casulo a mata.
Quem tenta ajudar um broto a sair da semente o destrói.
Há certas coisas que não podem ser ajustadas.
Tem que acontecer de dentro pra fora.

(Rubem Alves)


Enquanto a sociedade feliz não chega, que haja pelo menos fragmentos de futuro em que a alegria é servida como sacramento, para que as crianças aprendam que o mundo pode ser diferente. Que a escola, ela mesma, seja um fragmento do futuro...
(Rubem Alves)


Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.
(Rubem Alves)


Meu único desejo, meu tema musical, meu diamante é a educação.”
(Rubem Alves)


Mas na profissão, além de amar tem de saber. E o saber leva tempo pra crescer.
(Rubem Alves)


Será possível, então, um triunfo no amor? Sim. Mas ele não se encontra no final do caminho: não na partida, não na chegada, mas na travessia.
(Rubem Alves)


Uma pessoa é bela, não pela beleza dela, mas pela beleza nossa que se reflete nela...
(Rubem Alves)

Há muitas pessoas de visão perfeita que nada veem... O ato de ver não é coisa natural. Precisa ser aprendido!
(Rubem Alves)



Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito. É preciso também que haja silêncio dentro da alma. Daí a dificuldade...
(Rubem Alves)


Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil da nossa arrogância e vaidade. No fundo, somos os mais bonitos...
(Rubem Alves)

Simplicidade é isso: Quando o coração busca uma coisa só. Concerto para Corpo e Alma” (Rubem Alves)


Quando a gente abre os olhos, abrem-se as janelas do corpo, e o mundo aparece refletido dentro da gente.” (Rubem Alves)


Comunhão é quando a beleza do outro e a beleza da gente se juntam num contraponto.” 
(Rubem Alves)




Amo a minha vocação, que é escrever. Literatura é uma vocação bela e fraca. O escritor tem amor, mas não tem poder.” (Rubem Alves)


“...Uma escola iluminada pelo brilho dos inícios.” (Rubem Alves)


Talvez eu seja um pouco de tudo que já li. Um pouco de tudo que meu olhar já aprendeu do mundo. Um pouco das belas músicas. Um pouco daqueles que me são queridos. Um pouco de múltiplos sentimentos e algumas fraquezas. Talvez eu seja um pouco do que você deixou em mim, mas em essência, o muito da minha essência, é algo delicado e misterioso…” (Rubem Alves)



Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio. Daí a importância de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também.” (Rubem Alves)


Entre as muitas coisas profundas que Sartre disse, essa é a que mais amo: “não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você."
 (Rubem Alves)


Todo conhecimento começa com o sonho.
O sonho nada mais é que a aventura pelo mar desconhecido, em busca da terra sonhada. Mas sonhar é coisa que não se ensina, brota das profundezas do corpo, como a alegria brota das profundezas da terra. Como mestre só posso então lhe dizer uma coisa. Contem-me os seus sonhos para que sonhemos juntos
.” (Rubem Alves)



E, repentinamente nos damos conta de que os enigmas da Via Láctea são pequenos demais comparados com aqueles das pessoas que vemos todo dia. Só que nossos olhares ficaram baços e não percebemos o maravilhoso ao nosso lado. Se fossemos tomados pelo fascínio, então pararíamos para ver e veríamos coisas de que nunca havíamos suspeitado.” (Rubem Alves)



Na verdade, o intelecto puro odeia a repetição. Está sempre atrás de novidades. Uma vez de posse de um determinado conhecimento ele não o fica repassando e repassando. “Já sei”, ele diz, e prossegue para coisas diferentes.” (Rubem Alves)


O que faço é tentar pintar com palavras as minhas fantasias diante do assombro que é a vida.” (Rubem Alves)



Rubem Alves (1933 – 2014) foi um dos educadores mais célebres e respeitados no Brasil e no exterior. Pensador incansável e naturalmente instigado pela vida, sempre quis que os outros vissem a beleza do mundo através dos seus olhos. Por isso semeou ideias e o seu olhar através de livros e palestras. Desejou que os olhos das crianças, ainda encantadas pela vida, fossem a luz inspiradora para os adultos e educadores. Transitou em diversas áreas e consagrou-se como educador, teólogo, filósofo, psicanalista e autor de livros para crianças e adultos. Rompeu em todos os aspectos com as regras acadêmicas de escrita e dirigiu-se àquilo que lhe dizia o coração. Prova disso é que suas obras tocam a alma de seus leitores e muitas vezes transforma-os, gerando mais sensibilidade e humanismo. Escreveu mais de 140 obras. Instigou a curiosidade e a inteligência, defendeu que o supremo se encontra nas coisas mais simples e encorajou aqueles que desejavam pensar por conta própria. Seu legado é, e será, sempre um patrimônio cultural inovador e cativante


Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...