Provas da Uniasselvi - Educação Inclusiva


Pra dar aquela forcinha na hora de estudar 📖 ...uma ajudinha :D ✌️  👌  😜


Avaliação Final (Discursiva) - Individual e sem Consulta
Educação Inclusiva 


QUESTÃO:
1. Segundo a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (2008, p. 15), crianças e adultos com altas habilidades/superdotação são aqueles que “demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes.” Diante desta informação, descreva o tipo de habilidade acadêmica e psicomotora.
RESPOSTA ESPERADA:
As pessoas com altas habilidades/superdotação apresentam grande envolvimento na aprendizagem, na realização de tarefas em áreas de seu interesse e elevada criatividade. No caso da aptidão acadêmica, o aluno apresenta um desempenho excepcional na escola, destaca-se nos testes de conhecimento e apresenta alta habilidade para as tarefas acadêmicas. Já nas habilidades psicomotoras, os estudantes apresentam proezas atléticas, incluindo o uso superior de habilidades motoras refinadas, importantes para determinadas tarefas, e habilidades mecânicas.

QUESTÃO:
2. A deficiência visual afeta milhões de pessoas, mesmo em países desenvolvidos ou em desenvolvimento, porém o que diferencia são as suas causas.  Diante destas informações, exemplifique quais as principais causas da deficiência visual, tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento, e de que forma esta deficiência se manifesta.
RESPOSTA ESPERADA:
A deficiência visual pode se manifestar por causas congênitas ou adquiridas. A congênita acontece no nascimento ou nos primeiros anos de vida. E a adquirida ocorre durante o seu desenvolvimento, por patologias diversas ou por acidentes. Nos países desenvolvidos as principais causas são genéticas e degenerativas, já nos países em desenvolvimento as principais causas são infecciosas, nutricionais, traumáticas e causadas por doenças como as cataratas.

QUESTÃO:
3. As síndromes ocorrem por uma alteração cromossômica ou genética e apresentam características específicas. Dentre as diversas síndromes, você com certeza já ouviu falar na Síndrome de Down, porém o que muitos não sabem é que esta síndrome está dividida em três tipos. Sendo assim, apresente cada tipo e descrever suas principais características.
RESPOSTA ESPERADA:
A Síndrome de Down ocorre no momento da concepção do embrião, sendo, desta forma, uma alteração genética. Ao invés da criança ter uma composição celular de 46 cromossomos, ela passa a ter 47 cromossomos. Sendo assim, existem três tipos de Síndrome de Down: A Trissomia Livre ou Trissomia 21 Simples, características: cromossomo a mais no par 21, traços mais evidentes, atinge aproximadamente 92% dos casos de Síndrome de Down e 1% dos pais tem a chance de ter outro filho com a mesma síndrome. Translocação Cromossômica, características: traços menos evidentes, 12% de chance dos pais terem outro filho com esta síndrome e atinge de 3% a 4% dos casos. Mosaicismo, características: traços amenos, às vezes inexistentes, apresenta dois tipos de células, atinge de 2% a 4% dos casos, o risco de ter outro filho com esta síndrome é menor e este tipo de síndrome é causada pela não disjunção do cromossomo 21.

QUESTÃO:
4. Incluir uma criança com deficiência intelectual exige algumas adaptações no cotidiano escolar com relação ao trabalho pedagógico. Para que o processo de aprendizagem desses alunos seja significativo, adaptações curriculares, chamadas de adaptações de pequeno porte, fazem a diferença nesse processo. Diante dessas informações, disserte sobre o uso de objetivos flexíveis, adaptação das atividades e adaptações múltiplas como estratégias de adaptação curricular, exemplificando cada uma.
RESPOSTA ESPERADA:
Dentre as estratégias de adaptação curricular, podemos destacar três:
Uso de objetivos flexíveis: mesmo que os objetivos gerais de uma disciplina ou determinado conteúdo permaneçam os mesmos, ao falarmos de objetivos específicos, precisamos pensar na individualidade, habilidades e competências, adequando-se às necessidades de cada aluno. Exemplo: prova escrita e prova oral.
Adaptação da atividade: o aluno com deficiência intelectual deve fazer a mesma atividade que o restante da turma. Todavia, para que os objetivos sejam alcançados, as modificações necessárias na estrutura e complexidade da atividade devem ser reorganizadas. Exemplo: uma cruzadinha pode ser substituída por outra atividade, porém o conteúdo estudado permanece o mesmo.
Adaptações múltiplas: são diversas as adaptações, muitas vezes em casos isolados, porém que precisam de adaptações simultâneas. Exemplo: linguagem coloquial e linguagem formal.

QUESTÃO:
5. Dentro da classificação de condutas Típicas, encontra-se o Transtorno de Déficit de Atenção e/ou Hiperatividade (TDAH). Esse transtorno apresenta-se por características relacionadas à desatenção, agitação e impulsividade. Diante dessas informações, descreva seis sugestões de como trabalhar com alunos com TDAH em sala de aula.
RESPOSTA ESPERADA:
Em primeiro lugar, o professor deve estar atento às características de alunos com Transtorno de Déficit de Atenção e/ou Hiperatividade (TDAH), pois, muitas vezes, são confundidos ou rotulados como alunos problemas ou desobedientes. Sendo assim, é necessário um conhecimento prévio para, então, pensar em estratégias de incluir e auxiliar nas necessidades educacionais desses alunos. Diante de diversas possibilidades de se trabalhar, podemos destacar: trabalhe em pequenos grupos, em certos aspectos valorize a rotina, aproveite suas habilidades, peça auxílio em alguma função, aproxime esse aluno de você, dê importância e valorize suas boas atitudes, elogie quando necessário, dê tarefas curtas, construa regras de convivência e, se possível, aproxime-a de outras crianças mais calmas.


QUESTÃO: 6. A deficiência visual, ou seja, a cegueira e a baixa visão, pode ser congênita ou adquirida. Portanto, o professor deve estar atento aos recursos pedagógicos necessários para o desempenho escolar do aluno com deficiência visual, cuidados com a adequação de materiais e com o ambiente no processo de inclusão desses alunos. Diante dessas informações, cite os recursos pedagógicos e quais as adequações necessárias para um ensino de qualidade.
RESPOSTA ESPERADA:
Além da estimulação visual e da intervenção precoce, as crianças deficientes visuais necessitam de recursos pedagógicos para auxiliar no processo de aprendizagem. Podemos destacar alguns exemplos: * para alunos com baixa visão: lupa de apoio, lupas manuais, óculos bifocais, telelupa, teclado com letras ampliadas, prancha de leitura. * Para alunos com cegueira: cela braille, reglete, prancheta e punção, máquina braille e sorobã. Os cuidados com relação à adequação de materiais e do ambiente escolar facilitam e incluem os alunos com deficiência visual na sala de aula, possibilitam mais autonomia e independência, tanto nas atividades pedagógicas como na mobilidade desse aluno. O professor deve estar atento a detalhes que muitas vezes passam despercebidos, mas que são essenciais nesse processo. Adequar a iluminação da sala; ao utilizar o quadro-negro, preferir as cores branca e amarela; os materiais escolares, quando necessários, devem ter certas adaptações, como: cadernos com pautas preta e verde e linhas ampliadas; lápis 6B, pois o grafite é mais forte; os textos ou partes de livros devem ser ampliados; material adaptado em braille; ao modificar o mobiliário da sala, avisar aos alunos com deficiência visual, para que não aconteça nenhum acidente.

QUESTÃO:
7. A paralisia cerebral, entre outras deficiências físicas, além de outros comprometimentos, podemos destacar a parte motora. Os recursos pedagógicos para alunos com deficiência física necessitam de adaptações, que na maioria das vezes depende da criatividade do professor. Neste sentido, exemplifique no mínimo seis sugestões de materiais adaptados ou recursos pedagógicos necessários no processo de inclusão de alunos com deficiência física.
RESPOSTA ESPERADA:
Para que o aluno com deficiência física tenha condições de manipular os materiais de sala ou mesmo outros recursos pedagógicos, são necessárias algumas adaptações e, que por muitas vezes, podem ser realizadas pelo professor. Dentre as diversas adaptações, podemos citar: copos com base pesada ou com duas alças, bandejas com recortes para encaixar o copo e o prato fixos sobre a mesa, pratos com bordas altas e talheres adaptados com engrossador no cabo. Quando necessário, usar papel sulfite ou mesmo maior, como a cartolina, evitando o caderno, pois não podem ser fixados a mesa. Comunicação alternativa e prancha elevatória para melhorar a visualização e aproximar a atividade, usar de preferência canetas escuras e valorizar muito a comunicação oral e gestual.

QUESTÃO:
8. Dentro da classificação de condutas Típicas, encontra-se o Transtorno de Déficit de Atenção e/ou Hiperatividade (TDAH). Este transtorno apresenta-se por características relacionadas à desatenção, agitação e impulsividade. Diante destas informações, descreva seis sugestões de como trabalhar com alunos com TDAH em sala de aula.
RESPOSTA ESPERADA:
Em primeiro lugar, o professor deve estar atento às características de alunos com Transtorno de Déficit de Atenção e/ou Hiperatividade (TDAH), pois, por muitas vezes, são confundidos ou rotulados como alunos problemas ou desobedientes. Sendo assim, é necessário um conhecimento prévio para, então, pensar em estratégias de incluir e auxiliar nas necessidades educacionais destes alunos. Diante de diversas possibilidades de se trabalhar, podemos destacar: trabalhe em pequenos grupos, em certos aspectos valorize a rotina, aproveite suas habilidades, peça auxilio em alguma função, aproxime este aluno de você, dê importância e valorize suas boas atitudes, elogie quando necessário, dê tarefas curtas, construa regras de convivência e, se possível, aproxime-a de outras crianças mais calmas.

QUESTÃO:
9. A inclusão escolar permite um diálogo que envolve uma reflexão acerca das práticas pedagógicas e terminologias em relação ao processo educacional que as pessoas com necessidades especiais vêm construindo através da história. Neste sentido, escreva uma redação com o tema: OS PRINCÍPIOS DA INCLUSÃO ESCOLAR.
RESPOSTA ESPERADA:
As terminologias e expressões utilizadas no decorrer da história com relação às pessoas com necessidades especiais, ou seja, termos como alejado para pessoa com deficiência, ceguinho para pessoa cega ou com deficiência visual, defeituoso físico para pessoa com deficiência física ou também expressões do tipo, "apesar de deficiente, ele é um ótimo aluno"; "ela é cega, mas mora sozinha". Estes exemplos demonstram uma trajetória de muita luta e conquistas das pessoas com necessidades especiais. Através desses olhares e das mudanças que vêm ocorrendo, permite que façamos uma reflexão sobre os princípios básicos que norteiam a prática inclusiva, trazendo aspectos relevantes de como o cidadão pode contribuir para a inclusão escolar dessas pessoas. Suas principais características, como acessibilidade, novas formas de avaliação, entre outros aspectos da educação inclusiva e adaptações de pequeno e grande porte, dentre elas físicas e de materiais pedagógicos, são necessárias para garantir a efetiva inclusão no processo de aprendizagem.

QUESTÃO:
10
. A história da educação inclusiva nos revela que, ao longo dos tempos, as pessoas que apresentavam necessidades especiais eram vistas pela sociedade de várias maneiras e por diferentes enfoques. Sendo assim, foram muitos os registros que comprovam as diferentes fases dessa história. Partindo dessas informações, escreva uma redação com o tema: HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA.
RESPOSTA ESPERADA:
As pessoas com necessidades especiais foram caracterizadas por diferentes concepções de homem e de sociedade e estão à mercê de valores sociais, morais, religiosos e éticos de cada momento histórico. Dados artísticos e históricos comprovam as políticas de extrema exclusão, em que as pessoas com deficiência eram associadas à imagem do diabo e à feitiçaria, sendo consideradas inúteis para a sociedade. Com a medicina, passam a ser filhos de Deus, como também passam por diversos processos: de exclusão, segregação, integração e inclusão. Os registros artísticos contribuem para compreendermos as diferentes civilizações e a visão da sociedade com relação às pessoas com deficiência


QUESTÃO:
11. A inteligência das pessoas, por muito tempo, foi compreendida de forma quantitativa, ou seja, era medida por meio de números, (escala) que prejudicavam de maneira direta as pessoas com deficiência. Com relação ao desenvolvimento destas crianças, estudos vygotskianos enfatizavam as suas potencialidades e não mais suas impossibilidades. Partindo destas informações, escreva uma redação, de aproximadamente 30 linhas, com o tema: VYGOTSKY E A CONCEPÇÃO DE DEFICIÊNCIA.
RESPOSTA ESPERADA:

O acadêmico deverá ser capaz de explanar as seguintes informações:

• O estudo sobre a deficiência, chamado de defectologia.
• Relações sociais.
• Deficiência primária e secundária.
• Compensação social.


Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...