Violência infantil - Abuso sexual na infância






Violência infantil...Abuso sexual na infância...Diante de um assunto tão grave, o melhor a fazer é se manter bem informado. Afinal, com abertura de diálogo dentro de casa, os pais criam maior proximidade com os filhos, facilitando a sua orientação durante a adolescência e prevenindo agravantes da falta de informação, como situações de abuso sexual.


O que é?

O abuso sexual infantil descreve situações em que uma criança ou um adolescente é usado para o prazer sexual por um adulto ou por uma criança mais velha.

De que forma o abusador age?

O abuso pode consistir em tocar, explorar sexualmente, forçar a criança a assistir à pornografia ou um ato sexual com ou sem violência. Este abuso é baseado numa relação de poder. Entretanto, nem sempre há violência.

O abusador pode conseguir que a criança participe usando várias estratégias:

· Jogos que levem ao contato sexual.

· Suborno com doces ou presentes.

· Persuasão, dizendo à criança que, a menos que ela concorde com o contato sexual, o
abusador não gostará mais dela.

· Troca de segredos, em que é dito à criança que ela é “um amigo/uma amiga especial”.

· Força física – usada apenas quando as outras estratégias não funcionam.


Quais os danos?

O abuso sexual causa danos físicos, psicológicos e sociais, embora a vítima não mostre nenhum
sinal visível destes efeitos. A vítima pode sofrer pelo resto da sua vida, se os efeitos do abuso não
forem tratados de forma adequada. Quando os abusos sexuais ocorrem na família, a criança pode ter muito medo da ira do parente
abusador, medo das possibilidades de vingança ou da vergonha dos outros membros da família ou, pior ainda, pode temer a separação da família ao descobrir seu segredo. Algumas crianças abusadas sexualmente podem ter dificuldades para estabelecer relações harmônicas com outras pessoas, podem se transformar em adultos que também abusam de outras crianças, podem se inclinar para a prostituição ou podem ter outros problemas sérios quando adultos.

Que fazer nesta situação?

Uma falsa crença é esperar que a criança abusada avise sempre sobre o que está acontecendo. Entretanto, na grande maioria das vezes, as vítimas de abuso são convencidas pelo abusador de que não devem dizer nada a ninguém. A primeira intenção da criança é, de fato, avisar a alguém sobre seu drama, mas, em geral, nem sempre ela consegue fazer isso com facilidade, apresentando um discurso confuso e incompleto.Por isso, os pais precisam estar conscientes de que as mudanças na conduta, no humor e nas atitudes da criança podem indicar que ela é vítima de abuso sexual. Muitos pais se sentem totalmente despreparados e pegos de surpresa quando sua criança é abusada, mas sempre devemos ter em mente que as reações emocionais da família serão muito importantes na recuperação da criança.

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...